Proposta de governo é aumento de R$ 65,80 no salário mínimo em 2017

O percentual de correção do salário mínimo, pela proposta, será de 7,47%

O governo federal propôs que o salário mínimo suba dos atuais R$ 880 para R$ 945,80 a partir de janeiro de 2017, com o primeiro pagamento em fevereiro.

O percentual de correção do salário mínimo, pela proposta, será de 7,47%. Ou seja, não haverá aumento real do mínimo, haja vista que, se confirmado, esse índice deverá cobrir apenas a inflação do período.

A informação consta na proposta de orçamento federal para o ano que vem. Encaminhada pelo governo ao Congresso Nacional nesta quarta-feira (31), último dia do prazo legal para o envio do documento. Na LDO, a proposta era de que o salário mínimo fosse para R$ 946 no próximo ano.

A proposta de orçamento de 2017 não prevê alta de impostos. Para não precisar elevar tributos, o governo conta principalmente com o crescimento maior do Produto Interno Bruto (PIB) no ano que vem, além do ingresso de receitas de concessões e permissões, segundo afirmou o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, ao detalhar os números da proposta.

O governo informou que a proposta já contempla o teto para gastos público e prevê que os gastos com Saúde cresçam abaixo da inflação.

Comentários