Jovem que doou o casaco a morador de rua recebe proposta de emprego

De acordo com o leiloeiro, Adrian receberá treinamento e trabalhará com sistemas de informática, área em que ele tem conhecimento

Adrian Silva Alves, tem 17 anos e foi convidado pelo leiloeiro Gustavo Corrêa para trabalhar. Ele ofereceu também uma oportunidade de qualificação ao jovem.

“Eu fiquei sensibilizado, as empresas precisam de gente de confiança e vejo isso nele. Esse rapaz só precisa de oportunidade e nessa área que trabalho, precisamos formar pessoas para um mercado que é bem especializado”, disse Gustavo ao G1.

Nesta quinta-feira, 11, o pai de Adrian, que é guarda municipal, vai acompanhar o filho até o escritório para acertar os detalhes da contratação.

De acordo com o leiloeiro, Adrian receberá treinamento e trabalhará com sistemas de informática, área em que ele tem conhecimento.

A mãe de Adrian conta que ele sempre teve bom coração:

“Desde pequenininho ele sempre foi assim. Acho que a pessoa já nasce. Não adianta eu falar para vocês que ensinei, porque o mérito não é só meu, eu acho que ele já nasceu. As pessoas que cercaram ele sempre foram boas e ele aprendeu isso”.

Ao relembrar o momento, Adrian fica emocionado:

“Eu tenho pouco, mas ele não tinha nada e isso tocou dentro de mim, sabe? Antes ele ter um pouco junto comigo, do que eu ter um pouco e ele não ter nada. Às vezes a gente pode fazer uma coisa pelo próximo e a gente não faz, a gente só olha. Uma coisa que eu aprendi muito legal é que um ‘bom dia’ muda a vida de uma pessoa e são gestos assim que o mundo precisa”, declara.

 

Arlan, o morador de rua, é de poucas palavras e não quis ser fotografado pela reportagem, mas afirma ter ficado agradecido com o gesto do adolescente.

 

 

Comentários