Segundo ibope Reinaldo tem 53% dos votos válidos contra 47 de Odilon

O Ibope divulgou no início da noite desta sexta-feira (19) o resultado da primeira pesquisa do instituto sobre o segundo turno da eleição para governador em MS. O levantamento foi realizado entre terça-feira e quinta-feira desta semana e tem margem de erro de 3 pontos, para mais ou para menos. O resultado foi divulgado pela TV Morena.

Computando apenas os votos válidos, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), que concorre à reeleição, aparece com 53%, enquanto o juiz federal aposentado Odilon de Oliveira (PDT) aparece com 47%. Considerando a margem de erro, Azambuja e Odilon estão tecnicamente empatados.

Para calcular os votos válidos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição. Para vencer no 2º turno, um candidato precisa de 50% dos votos válidos mais um voto.

O Ibope ouviu 812 eleitores e o resultado aponta um nível de confiança de 95%. A pesquisa foi contratada pela TV Morena e está registrada no TSE: BR-06833/2018 e no TRE: MS-00335/2018.

Votos totais

No levantamento dos votos totais, Azambuja está com 48% e o juiz Odilon está com 42%. Os votos brancos/nulos somam 5% e não sabem/não responderam, outros 5%.

Rejeição

Conforme o site G1/MS, a pesquisa também apontou o potencial de voto e rejeição para governador. O instituto perguntou: “Para cada um dos candidatos a Governador de Mato Grosso do Sul que eu citar, gostaria que o(a) sr(a) me dissesse qual destas frases melhor descreve a sua opinião sobre ele:”

 

Reinaldo Azambuja

Com certeza votaria nele para governador – 37%

Poderia votar nele para governador – 21%

Não votaria nele de jeito nenhum – 27%

Não o conhece o suficiente para opinar – 13%

Não sabem ou preferem não opinar – 3%

 

Juiz Odilon

Com certeza votaria nele para governador – 30%

Poderia votar nele para governador – 18%

Não votaria nele de jeito nenhum – 16%

Não o conhece o suficiente para opinar – 32%

Não sabem ou preferem não opinar – 3%

Comentários