Projeto Fazendinha leva estudantes à 53ª Expoagro

Na terça-feira, 25 crianças de três e quatro anos do Ceim Professora Irani Batista de Matos, da Vila Cachoeirinha, participaram da visitação ao Parque de Exposições

Reprodução
Projeto Fazendinha leva estudantes à 53ª Expoagro

Estudantes de escolas públicas e entidades filantrópicas, como APAE e Pestalozi, estão participando de visitas técnicas à 53ª Expoagro, que segue até domingo, no Parque de Exposições João Humberto de Carvalho. As visitas fazem parte do Projeto Fazendinha, do Sindicato Rural de Dourados, e têm como objetivo mostrar a este público como é feita a produção no campo e também apresentar a estrutura do setor agropecuário. Integrantes dos CRAS (Centros de Referência em Assistência Social) e grupos da terceira idade também irão participar das visitas.

 

As visitas são acompanhadas por acadêmicos de Turismo da UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul). Os grupos visitam os estandes, conhecem o Projeto Fazendinha e os cursos oferecidos pelo Senar/MS, além de conhecer os animais e os maquinários apresentados pelos expositores.

Na terça-feira, 25 crianças de três e quatro anos do Ceim Professora Irani Batista de Matos, da Vila Cachoeirinha, participaram da visitação ao Parque de Exposições. A coordenadora do Ceim, Lucimara Bronel, elogiou a iniciativa do Sindicato Rural e disse que o ambiente favorece o aprendizado fora da sala de aula. "Normalmente, são crianças que não têm muita possibilidade de conhecer esta realidade", avalia.

O Ceim Professora Lucia Licht Martins, no Jóquei Clube, também levou em torno de 20 crianças de três a quatro anos até o Parque de Exposições esta semana. Segundo a coordenação, a visita é um complemento a um projeto de meio ambiente e diversidade cultural, desenvolvido junto às crianças. Na opinião da instituição, a visita é uma oportunidade de aprender fora da sala de aula, ampliando o conhecimento das crianças e promovendo diversão e entretenimento.

 

Comentários