Paratletas douradenses conquistam 11 medalhas e recordes na 1ª etapa nacional do Circuito Caixa

As competições foram realizadas no Centro Paralimpico da capital paulista e os paratletas douradenses

Divulgação
Paratletas douradenses conquistam 11 medalhas e recordes na 1ª etapa nacional do Circuito Caixa
Douradenses conquistaram seis medalhas de ouro, uma de prata e quatro de bronze em São Paulo

De sexta-feira a domingo foi realizado em São Paulo a 1ª etapa nacional do Circuito Caixa de Atletismo Paralimpico e Dourados marcou presença, com a Associação Esportiva Dourados Paralimpico, comandada pelo profissional em educação física Toninho Pietramale. O evento contou com a participação de 280 paratletas de 22 estados brasileiros. 

As competições foram realizadas no Centro Paralimpico da capital paulista e os paratletas douradenses conquistaram dois recordes brasileiros. Joane Pedroso, na classe T-37, cumpriu 800 metros com o tempo de 3'27" e, os 1500m, com 7'08".

Joane, que participava antes apenas de corridas de rua, chegou há quatro meses no projeto Dourados Paralimpico e com orientação adequada e muita dedicação vem surpreendendo com suas conquistas nas últimas competições nacionais.

Ainda no Circuito Caixa em São Paulo os paratletas Paulo Henrique, classe T-13, participou no salto em distância e obte a marca de 6.16 metros; no triplo foram 12.76 metros.

Paulo Henrique até então participava apenas na modalidade de salto em altura, inclusive participou no Mundial em Londres, na Inglaterra, no ano passado.

Como a prova de salto triplo não está no programa da Paralimpiada Mundial que será realizado em 2020 em Tokyo, no Japão, ele migrou para outras modalidades e já bateu seu recorde pessoal.

Ainda em São Paulo, o paratleta Jonatan Ferreira, classe T-38, também bateu seu recorde pessoal nos 200 metros com o tempo de 24s77, e a paratleta Rosenilda Aoyama, da classe F-42, que saltou 7.13 metros.

Outra novidade na delegação do projeto Associação Esportiva Dourados Paralimpico no Circuito Caixa foi às estreias dos paratletas Renan Olazar e Carlos Rafael Zaqo na modalidade de petras. Eles tinham de fazer a classificação nacional para estarem aptos a participarem de outras competições de altos níveis.

No total os paratletas douradenses conquistaram onze medalhas, sendo seis de ouro, uma de prata e quatro de bronzes.

A Associação Esportiva Dourados Paralimpico foi à entidade que mais classificou paratletas do Mato Grosso do Sul para esta competição que foi realizada na capital paulista.

Todos os paratletas treinam no projeto que fica situado no estádio Douradão e é mantido pela Prefeitura, por meio da Funed (Fundação de Esporte de Dourados), em conjunto com a Semed (Secretaria Municipal de Educação), e apoio do governo do Estado por meio da Fundesporte (Fundação de Desportos e Lazer de Mato Grosso do Sul), que forneceu o transporte em ônibus fretado para a delegação participar da 1ª etapa nacional do Circuito Caixa de atletismo paralimpico.

Comentários