Namorados na juventude, casal se reencontra após 50 anos e se casa em abrigo de idosos

O relacionamento comoveu quem conheceu o casal e gerou uma onda de solidariedade para celebrar o amor dos dois com uma festa de casamento

Reprodução
Namorados na juventude, casal se reencontra após 50 anos e se casa em abrigo de idosos

Uma história de amor que atravessou o tempo. É assim que o reencontro de dona Antônia e seu Paulino pode ser explicado. Namorados cerca de 55 anos atrás, eles voltaram se encontrar e a conviver diariamente após se mudarem para um lar de idosos. Foi lá que eles viram o sentimento de anos antes voltar a despertar.

O relacionamento comoveu quem conheceu o casal e gerou uma onda de solidariedade para celebrar o amor dos dois com uma festa de casamento. Foram mais de 100 voluntários que contribuíram para o sonho se tornar realidade.

Vizinhos de porta na infância, Antonia Leni Crepaldi e Paulino dos Santos Filho tiveram um relacionamento breve quando tinham 16 e 15 anos, respectivamente. O namoro durou apenas seis meses e seguia os moldes da época - o que seria considerado apenas uma paquera para os dias atuais.

Para o coração dos dois, no entanto, o sentimento construído ficou guardado até o momento do reencontro no Abrigo Irmã Tereza, em São Caetano do Sul (SP).

Antes de voltarem a conviver, ambos seguiram suas vidas, casaram e tiveram filhos, mas bastou se reencontrarem para que o amor de antes ressurgisse. Tudo aconteceu quando Antônia, após ser diagnosticada com depressão e ter tentado suicídio, se mudou para o lar de idosos onde Paulino morava desde um acidente que sofrera.

No dia dos namorados de 2019, Paulino resolveu fazer uma surpresa para a amada. Com uma aliança de ouro, ele fez o pedido de casamento à Antônia, que prontamente aceitou.

Comentários