Mortes provocada pela gripe chegam a 59 em MS

A Revista DaGente destaca que o vírus com maior índice de mortes no Estado é o H1N1, com 53

 Infelizmente uma nova morte provocada pela gripe foi registrada em Mato Grosso do Sul e, com isso, o número de óbitos registrado sobe para 59. O fato aconteceu em Campo Grande, município que lidera o índice de vítimas fatais, - são 22 até o momento. 
O novo balanço foi informado no boletim epidemiológico da SES (Secretaria de Estado de Saúde), divulgado ontem (21).

Depois da capital, aparecem as cidades de Três Lagoas (6), Corumbá e Aquidauana, (4 cada) e Ponta Porã (3).  
Já Rio Verde do Mato Grosso, Dourados, Naviraí, Sidrolândia e Nioaque apontam duas mortes. São Gabriel do Oeste, Bela Vista, Água Clara, Paraíso das Águas, Fátima do Sul, Deodápolis, Ribas do Rio Pardo, Mundo Novo, Porto Murtinho e Inocência, têm um caso cada. 

Ainda de acordo com a SES, são 1.304 notificações, contra 1.028 registradas no ano passado. Casos confirmados somam 292, 10 a mais do que a semana passada.  

A Revista DaGente destaca que o vírus com maior índice de mortes no Estado é o H1N1, com 53. Logo atrás aparece H3N2 com três casos e Influenza A não subtipado, com mais três.

Comentários