Ministro da Saúde anuncia R$ 3,6 milhões para Dourados

Luiz Henrique Mandetta também destacou a gestão da prefeita Délia Razuk, pelo esforço em atender a população de 34 municípios com serviços de saúde

FOTOS: Marcos Pierry
Ministro da Saúde anuncia R$ 3,6 milhões para Dourados
Prefeita Délia Razuk com ministro Luiz Henrique Mandetta e autoridades durante anúncio de recursos para a saúde

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, anunciou nesta segunda-feira (22) durante solenidade de liberação de recursos represados há algum tempo no ministério, uma verba de R$ 3,6 milhões para Dourados. A prefeita Délia Razuk participou do evento, foi elogiada pelo ministro e destacou a importância desses recursos para o município.

Mandetta, acompanhado da ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Tereza Cristina Corrêa da Costa Dias e do governador Reinaldo Azambuja, assinou, no Centro de Convenções Rubens Gil de Camillo, na Capital, atos para habilitação de recursos em saúde; anúncio de recursos para ações e investimentos em saúde no Estado e municípios do MS e a entrega de caminhões destinados à coleta de lixo para quatro municípios, no valor de R$ 167 milhões, contemplando praticamente todos os municípios sul-mato-grossenses.

Ao fazer o anúncio, Mandetta saudou a prefeita de Dourados, Délia Razuk, destacando seu "árduo trabalho para atender a população da cidade e dos municípios de toda a região".

Em recursos por emendas não impositivas, garantidas por parlamentares de gestões anteriores, como ex-deputados federais, atuais parlamentares e senadores, totalizando R$ 18,5 milhões para 56 municípios do Estado, Dourados foi contemplado com R$ 1,5 milhão, que serão utilizados em projetos elaborados pela Secretaria Municipal de Saúde.

Já para habilitação de recursos em saúde, com destinação de R$ 2,1 milhões anuais, o ministro Mandetta garantiu para Dourados e confirmou para a prefeita Délia Razuk a destinação desses recursos, no valor de R$ 605.891,88 ao Hospital da Universidade Federal da Grande Dourados (HU-UFGD), para habilitação de nove leitos para a saúde mental e R$ 720 mil para habilitação em Casa de Gestante, Bebê e Puérpera.

Ao Centro de Atenção Psicossocial CAPS AD, o ministério destinou R$ 85.924,80 e, para o Centro Núcleo de Atenção Psicossocial, R$ 67.495,68, para habilitação de serviços em atenção especializada aos Povos Indígenas (IAP-PI).

Ao Posto de Assistência Médica (PAM) de Dourados, o ministério destinou R$ 108.000,05; à Policlínica de Atendimento à Mulher Enfermeira Ana Maria Carneiro, R$ 112.500,02; ao Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu), R$ 84 mil para habilitação de um veículo moto-ambulância, e ao Hospital da Cassems em Dourados, em convênio com o município, R$ 279.572,498, para habilitação de dois leitos de UTI Adulto Tipo II.

A prefeita Délia Razuk garantiu que os repasses vão atender parcelas importantes da população, porém, o que a deixou mais otimista foi o anúncio do ministro Mandetta de, enfim, o governo federal trabalhar pela implantação dos sete ou oito polos regionais de saúde, que terá a atribuição de tratar de cerca de 400 mil pacientes.

"Dourados atende hoje mais de 800 mil pessoas somente na área de saúde, de diversas cidades da região e do Estado e esses núcleos regionais poderiam encaminhar esse excesso para outras cidades-polos e isso, certamente, vai melhorar muito o atendimento à saúde de nossa população", destacou a prefeita, agradecendo ao ministro e ao governador pelo anúncio dos recursos, bem como aos parlamentares que destinaram emendas para Dourados.

A prefeita Délia Razuk participou do ato acompanhada da secretária municipal de Saúde, Berenice de Oliveira Machado e a equipe contou ainda com a participação dos vereadores Allan Guedes e Alberto Alves dos Santos, o Bebeto.

 

 

 

 

Prefeita Délia Razuk participou da solenidade de liberação de recursos para a Saúde em Dourados

Comentários