Mesmo de atestado, servidor público divulga que está atendendo em consultório particular

Com a licença por atestado desde o dia 20 de Março do ano corrente, o enfermeiro tem gerado um prejuízo de R$ 11.993,00 ao mês aos cofres do município.

De atestado a quase 90 dias do setor público, o enfermeiro Edvaldo Moreira tem utilizado suas redes sociais para divulgar que está atendendo em consultório particular, o que prova que o servidor está apto a exercer suas funções normalmente onde atende na Vila Vieira. No início da noite desta sexta-feira, (15), o mesmo postou um vídeo onde está atuando no consultório. (ASSISTA AO VÍDEO)

Edvaldo foi o primeiro suplente da coligação que elegeu Ari Artuzi (In memoriam) e Carlinhos Cantor (PR) para a Prefeitura de Dourados em 2008, o enfermeiro Edvaldo Moreira renunciou à vaga na Câmara de Dourados, e também foi preso pela Polícia Federal em 1º de setembro de 2010, juntamente com nove vereadores, acusado de corrupção passiva e formação de quadrilha.

 Edvaldo foi secretário de Saúde do município nos primeiros meses da gestão do ex-prefeito Ari Artuzi e também exerceu a vereança em substituição a Cláudio Marcelo Hall, o Marcelão, que deixou a Câmara para ser secretário de Serviços Urbanos na época.

Com a licença por atestado desde o dia 20 de Março do ano corrente, o enfermeiro tem gerado um prejuízo de R$ 11.993,00 ao mês aos cofres do município. Conforme podem conferir abaixo.

Entramos em contato com o secretário de saúde, Renato Vidigal e nos afirmou que a administração já pediu para abrir uma sindicância para apurar os fatos e que o servidor pode até perder o cargo de concursado. Tentamos falar com Edvaldo, mas até o momento não conseguimos contato.

 

Comentários