Simpósio de adoção acontece nesta quinta-feira na Câmara De Dourados

Para encerrar a semana, no dia 25 ocorrerá uma roda de conversa, às 17h, e exposição de fotos "o Amor constrói Famílias", no Shopping Avenida Center, das 10h às 20h

[Foto: Thiago Morais]
Simpósio de adoção acontece nesta quinta-feira  na Câmara De Dourados
Vereador Sergio Nogueira propõe 2º Simpósio da Adoção

De proposição do vereador Sergio Nogueira (PSDB), a Câmara de Dourados realiza nesta quinta-feira (23) o 2º Simpósio de Adoção, com o tema "A Adoção nos dias atuais". O evento é em alusão ao Dia Nacional, comemorado em 25 de maio, e faz parte da programação da Semana Municipal da Adoção, celebrada entre os dias 18 e 25 de maio.

Conforme levantamento de 2018, Dourados possui aproximadamente 70 crianças, aptas para adoção, vivendo em abrigos para menores. Sergio Nogueira enfatizou a importância do debate sobre o processo para adoção junto à população, considerando fundamental para a sociedade.

"A participação da sociedade e dos mecanismos organizados nesse debate é fundamental na valorização da adoção como um gesto de amor e acolhimento social. Também é interessante pela conscientização da atitude adotiva, que muitas vezes não é exercida pelos pais ou sociedade", comentou o vereador.

O evento conta com palestra do juiz de Direito da 2ª Vara da Comarca de Sidrolândia/MS, Fernando Moreira Freitas da Silva, e debates com o promotor da 17ª Promotoria de Justiça de Dourados, Luiz Gustavo Camacho Terçariol, e a professora do curso de Psicologia da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados) e membro do Gaad (Grupo de Apoio à Adoção de Dourados), Verônica Aparecida Pereira. O simpósio é uma parceria entre a Câmara de Dourados, MP/MS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul), Lar Ebenezer, Gaad e Tribunal de Justiça.

Para encerrar a semana, no dia 25 ocorrerá uma roda de conversa, às 17h, e exposição de fotos "o Amor constrói Famílias", no Shopping Avenida Center, das 10h às 20h.

Adoção

De acordo com o Gaad, são aptos para adotar adultos com idade maior que 18 anos e que sejam 16 anos mais velho que o adotando, sendo que a criança e o adolescente precisa ter até 18 anos, referente à data do pedido de adoção, cujos pais forem falecidos ou desconhecidos, tiverem sido destituídos do poder familiar ou concordarem com a adoção do seu filho.

Para se inscrever como pretendente a adoção, é necessário ir até um Fórum, portando RG e comprovante de residência, onde receberá informações necessárias sobre a continuidade do processo. Após análise e aprovação dos documentos, o interessado realizará entrevistas com equipe das varas de Infância e da Adolescência. O processo é gratuito, caso seja realizado por instância oficial.

Comentários