Empresas cancelam temporariamente voos comerciais para Dourados

Azul, Gol e Voepass manterão suspensos voos durante crise causada pelo Coronavírus; aeroporto continua aberto para voos particulares, militares e emergências

Fotos – Carlos Marinho/Agetran
Empresas cancelam temporariamente  voos comerciais para Dourados
Guichês das empresas que operam em Dourados estavam vazios na tarde desta terça-feira no aeroporto municipal

Os reflexos causados pela pandemia do Coronavírus, que vem atingindo diversas partes do mundo, começam a ser sentidos também em Dourados. As três empresas que operam na cidade comunicaram ao diretor do Aeroporto Francisco de Matos Pereira o cancelamento temporário dos voos que chegam e partem de Dourados diariamente. 

Conforme explicou o diretor do Departamento Aeroportuário, Juliano de Almeida Domingos, "as empresas comunicaram a decisão, todas alegando o mesmo motivo – pandemia do Coronavírus, o que deixa Dourados sem voos comerciais por um período ainda não definido".

Na tarde desta terça-feira (24), apenas a Azul mantinha alguns funcionários no local, mas, segundo eles, a partir de quarta (25) o guichê da empresa também estará fechado, só devendo reabrir no dia 30 de abril. A Voepass (Passaredo) realizou seu último voo há uma semana, no dia 17. A Gol e a Azul anunciaram pela manhã uma drástica redução de suas malhas aéreas, o que afetará diretamente o aeroporto douradense.

A GOL vinha operando com 720 voos diários e está reduzindo esse número para apenas 50, devido à baixa demanda, por conta do COVID-19. Na semana passada a empresa já havia cancelado seus voos internacionais e com as novas medidas estará suspendendo inclusive a tradicional ponte-aérea Rio/São Paulo.

Por sua vez, a Azul vai operar com 70 voos diários para 25 cidades, reduzindo sua capacidade em 90%. Essas medidas prosseguirão, também, até o dia 30 de abril. Já a Voepass Linhas Aéreas informou a suspensão temporária de todos os seus voos.

EMERGÊNCIAS

O Aeroporto de Dourados continua funcionando normalmente, atendendo a voos particulares, militares e possíveis emergências. "Não estarão acontecendo os voos comerciais, mas o aeroporto continuará aberto, atendendo as aeronaves que utilizam Dourados como ponto de apoio", esclareceu o diretor da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), Carlos Fabio Selhorst dos Santos.

A prefeita Délia Razuk lamentou as interrupções do serviço, mas encara com otimismo a solução dos problemas. "A crise provocada pelo Coronavírus está afetando não somente nossa cidade, mas podemos dizer o mundo inteiro. Tenho a convicção que logo essa fase ruim passará e então voltaremos a operar os voos, retomando a normalidade e, quem sabe, até ampliando a atuação dessas empresas", concluiu.

 

 

Comentários