Dourados registrou a abertura de 267 empresas no 1º semestre

Apesar da crise econômica que tem levado ao fechamento de postos de trabalho nas mais diferentes regiões do país, colocando cerca de 13 milhões de brasileiros na fila do desemprego, Dourados teve um desempenho satisfatório em relação à abertura de empresas no primeiro semestre de 2018.

Levantamento realizado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico revela que 267 empresas foram formalizadas em Dourados durante os seis primeiros meses do ano, o que estabelece a boa média de 44,5 novas empresas por mês. Neste quadro não entre o MEI (Microempreendedor Individual).

No mesmo período foram feitas 324 alterações, 44 enquadramentos e uma procuração, totalizando 636 atendimentos.

O levantamento da Secretaria aponta que setor de serviços é o que mais tem crescido no município. O mês de abril registrou o maior número de formalizações: 61. Em junho foram 58, seguido de março (51), fevereiro (50) e maio (45). Em janeiro ocorreram apenas duas formalizações.

"A grande contribuição deste cenário é a geração de emprego e renda", comemora a secretária de Desenvolvimento Econômico, Rose Ane Vieira. Ela atesta que Dourados é um município que reúne todas as condições para estimular a abertura de novas empresas. "As inúmeras obras de infraestrutura, principalmente nos bairros, onde começa a ter concentração de famílias, são o estímulo para a abertura de micro e pequenas empresas para atender essa demanda", explica.

"Outro fator que destacamos é que com a ausência de emprego formal a pessoa busca alternativas para a empregabilidade", menciona a secretária, citando ainda a regulamentação da Lei Geral, em junho de 2017, como fator que desburocratizou o processo e facilitou a abertura de novos empreendimentos no município.

 

Fotos – A. Frota/Arquivo

Na contramão da realidade nacional, Dourados mantém boa média de abertura de empresas

Comentários