Dourados realiza quarta captação de órgãos do ano

Município é referência nacional neste trabalho e já realizou inclusive captação de pulmão e coração

Dourados realiza  quarta captação de órgãos do ano

Na virada de domingo para esta segunda-feira (10) aconteceu em Dourados a quarta captação de órgãos do ano. A ação, realizada no Hospital da Vida, é direcionada pela CIHDOTT (Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes), sob gestão da Prefeitura de Dourados, por meio da Secretaria municipal de Saúde. O procedimento ocorreu entre 23h de domingo e 01h30 de segunda-feira.

Foram captados de um doador do sexo masculino, Paulo Otávio Souza Neves de 12 anos de idade, rins, fígado e córneas. A criança teve morte por traumatismo de crânio encefálico e a família do menor quando avisada sobre a possibilidade da doação dos órgãos autorizou o ato.

Clarinie Bárbara Fortunatti, enfermeira e membro da CIHDOTT, destacou que a ação resulta do envolvimento da equipe e dos apoiadores dentro do intuito de salvar vidas.

“Nosso direcionamento de trabalho é contribuir com essa ação nobre, e tão logo identificamos um potencial doador já iniciamos os trâmites. Destaco o trabalho de todos os envolvidos, que só por meio destes conseguimos continuar sendo referência nacional nestes procedimentos”, disse, citando também “a sensibilidade da família para a questão que, mesmo muito abalada compreendeu a humanidade presente neste gesto”.

Os órgãos foram escoltados pela Guarda Municipal até ao Aeroporto de Dourados e foram transportados no avião da FAB (Força Aérea Brasileira). Rins e fígado foram encaminhados para unidade de saúde em Sorocaba- SP e córneas para Campo Grande.

O secretário de Saúde, Renato Vidigal, ressaltou que o município de Dourados fortaleceu este trabalho com a criação da CIHDOTT, na gestão Délia Razuk, sendo possível a captação de órgãos diversos desde 2017, inclusive pulmão e coração, procedimentos de maior complexidade.

Ele destacou “a vida pela vida” e todo o cuidado dos envolvidos para que estes processos ocorram, bem como o gesto de grandeza dos familiares.

“Nossa satisfação com cada captação é grande, pois em meio a toda burocracia existente, logística, existem as equipes que não medem esforços para estas ações e as que atuam constantemente para manter as condições ideais do nosso sistema para estes procedimentos. Dourados segue como referência em captação de órgãos, e isso não seria possível se não fosse esse compromisso e a solidariedade das famílias” pontuou Vidigal.

A ação contou com a participação do CIHDOTT, equipe do Hospital da Vida, equipe de captação de órgãos de Sorocaba-SP, OPO (Organização de Procura de órgãos) de Campo Grande, Central Estadual de Transplantes, Funsaud, Guarda Municipal e FAB.

 

 

Fotos - Divulgação

Parte da equipe que participou dos procedimentos de captação de órgãos no Hospital da Vida

Guardas municipais escoltaram os órgãos captados até o Aeroporto de Dourados

Comentários