Comandante dos Bombeiros em Nova Andradina determinou censura à imprensa local

Segundo o Jornal da Nova, o comandante se "escondeu" atrás de vereador.

Jornal da Nova
Comandante dos Bombeiros em Nova Andradina determinou censura à imprensa local
Comandante

 Há praticamente um ano no município, o comandante do Corpo de Bombeiros Militar da cidade sorriso, major QOBM Wellington Rodrigo de Lima, determinou censura à um Jornal de grande importância no município, após impasse envolvendo o futuro das atividades da corporação no distrito Nova Casa Verde.

O caso veio à tona depois que o ex-vereador Cido Pantanal (PSDB), em vídeo publicado no Facebook, destacou articulação pela permanência da unidade, desativada desde agosto de 2017, segundo ele. Um dia depois, o vereador João Dan (PSDB) emitiu nota contradizendo o colega de partido.  

O Jornal da Nova garantiu espaço para ambas as partes, contudo, após acidente ocorrido no começo do fim de semana. Ao buscar informações sobre a ocorrência junto aos bombeiros, como de praxe, a reportagem foi informada de que, ao Jornal local, somente o comandante estava autorizado a repassar dados do gênero.

Por telefone, o Jornal em questão entrou em contato com o major, que confirmou a determinação e que, além disso, só poderia repassar as informações possivelmente na segunda-feira (15), ou seja, praticamente mais de 48 horas depois do ocorrido, prejudicando a cobertura factual e jornalística da ocorrência.  

Por outro lado, jornais da região conseguiram os dados assim que mantiveram contato, sem a necessidade de passar pelo "crivo" do major.

Segundo o Jornal da Nova, o comandante se "escondeu" atrás de vereador.
 
Ainda em relação ao impasse envolvendo Cido e João Dan, o Jornal investigou o imbróglio e descobriu que a nota enviada à imprensa por João Dan na verdade foi redigida pelo próprio major QOBM Wellington Rodrigo de Lima, em uma tentativa de "amenizar" a situação utilizando a imagem do parlamentar.

A autoria da nota foi confirmada pelo próprio vereador João Dan. Além disso, após a divulgação da nota, vários moradores de Nova Casa Verde e assentamentos da região acionaram a reportagem alegando que a unidade não estava em funcionamento há tempos, ao contrário do que foi divulgado pelo Major por meio do vereador. 

Na manhã desta segunda-feira (15), o veículo de comunicação entrou em contato com o Comando-Geral do Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul, sediado em Campo Grande, por meio do coronel Esli Ricardo de Lima, para comunicar o episódio, e, na ocasião, a instituição firmou compromisso de apurar a censura ao Jornal.

Comentários