Adeus Imprensa: Desrespeito e trabalho a beira de escravismo marcam inicio de exposição na segunda maior cidade do estado

Por mais de 30 dias estamos realizando publicações, e assim, a divulgação da feira sem quaisquer custos aos realizadores, organizadores e o mínimo que gostaríamos em troca, era o respeito.

Daniel Miranda/Revista DaGente
Adeus Imprensa: Desrespeito e trabalho a beira de escravismo marcam inicio de exposição na segunda maior cidade do estado
Evento realizado no ano anterior (53º)

Através deste, comunicamos a todo que, em forma de protesto e repúdio, nós da Revista DaGente não iremos realizar cobertura da 54º exposição em Dourados, devido ao total desrespeito da atual empresa de assessoria de comunicação e do sindicato rural que por várias circunstâncias vem desvalorizando e desrespeitando a classe jornalística do município.

Uns dos fatos que nos deixou muito triste foi o fim da “Casa da Imprensa” sem aviso prévio aos jornalistas, que por hora foi inaugurada oficialmente em 2014, e levava o nome do saudoso jornalista Claudio Xavier. Com esse ‘fechamento’ conseguiram de certa forma dar fim, e desaparecer com a placa memorável ao saudoso Xavier.

Um total desrespeito não apenas com o saudoso gaúcho como era conhecido, mas também à classe, os amigos e familiares do mesmo. É sem dúvida um dos maiores afrontamento a classe dos últimos tempos, e precisa ser reparado. Uma vergonha!

Como se não bastasse, a empresa de assessoria implantada pelo sindicato rural que não é douradense, bem como o próprio sindicato desvalorizam os meios de comunicação do município, achando que os mesmos devem receber os trabalhos realizados com apenas o credenciamento. Por mais de 30 dias estamos realizando publicações, e assim, a divulgação da feira sem quaisquer custos aos realizadores, organizadores e o mínimo que gostaríamos em troca, era o respeito. E isso não vem ocorrendo.

Para se ter uma Idea, apenas com um fotógrafo, o custo por noite varia entre R$ 150,00 a R$ 200,00 . No caso da exposição se representar e cobrirmos todas as noites, o valor de apenas custo pode chegar fácil aos R$ 1.5 ou dois mil reais. Isso sem contar com as despesas em combustível entre outros, e para bancarmos essa despesa que enfrentamos como investimento, vamos a busca dos patrocinadores que acreditam e apostam em nossa capacidade e visibilidade através do mundo digital que é crescente. Não é mais o futuro, é o presente! (Um dia vão entender isso) Não senhores, não queremos entrar de graça em vossos eventos como pensam. Muito menos assistir shows de ‘graça’, queremos apenas trabalhar assim como todos vocês. E como todo trabalho prestado, o fruto do mesmo deve florir! Aliás, ninguém trabalha de graça, nem relógio.

Nós da Revista DaGente, recusamos o tal credenciamento e não aceitamos de forma alguma que uma empresa, seja ela ou não do município, trate a classe com um total desmerecimento. Nem eu, e nenhum jornalista vamos ao parque de exposição para apenas assistir shows. Vamos para trabalhar! Vamos para garantir o nosso público informado e nossos clientes em evidência. Não aceitamos credenciais como moeda de troca para calar nossa boca, ou melhor, nossos dedos. Contudo, o credenciamento é medíocre e chega a ser escravo. Até mesmo porque, apenas um jornalista e um fotógrafo ter que cobrir todas as noites chega a ser desumano. Eles precisam descansar e no mínimo deve haver um revezamento entre pelo menos duas equipes para evitar o cansaço físico ou mental desses profissionais, e com isso não sofrerem com distúrbio de saúde podendo ser até irreparáveis.

Sabemos que, mesmo recebendo dinheiro público de um governo estadual que se diz em crises, do município e outros, é um evento particular e vossas senhorias não tem a obrigatoriedade em credenciar, mas pedimos que no mínimo nos trate com respeito e igualdade. Isso não é pedir demais. Como diz um ditado popular, pau que dá em Chico, dá em Francisco. Todos juntos somos um, não existe maior ou menor.

Aos nossos seguidores e leitores pedimos desculpas. Porém, infelizmente por essas e outras não estaremos realizando fotos, nem mesmo a cobertura em geral do evento citado. Até mesmo porque respeitamos e valorizamos nossos colaboradores, por isso não iremos submetê-los a tamanha falta de respeito que chega a ser como citamos, desumano. Desde já agradecemos a todos.

Revista DaGente, a revista que é minha, é sua, é nossa, é #DaGente!

Comentários

  • Joares
    Joares 13/05/2018 15h58min

    Ate onde sei aquela casa que vcs se julgam como casa da imprensa nunca teve esse nome, vcs pseudo jornalistas que roubaram o nome da CASA DO ADMINISTRADOR RURAL, tal casa pertence a UNIGRAN e foi construída pelos alunos de administração rural na época sobre a coordenação do professor Euclides Maranho.

    Vanderlei Teston
    Vanderlei Teston 18/05/2018 06h48min

    Eu trabalhei muito pra construir aquela casa

  • Anderson
    Anderson 13/05/2018 13h21min

    Isso mesmo muito boa a atitude de vcs se toda classe de profissionais fizesse esse mesmo ato acabaria com em cartel que existe na cidade

  • Lucas ferreira
    Lucas ferreira 12/05/2018 12h31min

    Acho desnecessario esta publicaçao os caras fazem um evento e vcs querem obrigar o organizador a pagar pra vcs iren tirar fotos ? Faça me o favor né !!!

  • Renato
    Renato 12/05/2018 09h47min

    Absurdo o povo vem lá de fora só pra incomodar.