27º Mutirão Nacional Escoteiro de Ação Ecológica

A atividade contou com o apoio da UFGD, através do projeto Nascente Viva, elaborado pela professora Zefa Valdinina Pereira

Reprodução
27º Mutirão Nacional Escoteiro de Ação Ecológica

Grupo Escoteiro São Jorge, promoveu no último sábado (09/06), na cidade de Dourados, o 27° Mutirão Nacional Escoteiro de Ação Ecológica –MUTECO, a atividade incentivou os jovens lobinhos, escoteiros, sêniores e pioneiros a terem preocupação com o meio ambiente não apenas pontual, mas que desenvolva a compreensão de todo o processo. Foram desenvolvidas ações de conscientização ambiental, plantio de mudas nativas e coleta de lixo as margens do córrego Laranja Doce.

A atividade contou com o apoio da UFGD, através do projeto Nascente Viva, elaborado pela professora Zefa Valdinina Pereira. O projeto técnico, denominado 'Recuperação de Área Degradada e Alterada da Aldeia Indígena de Dourados' e elaborado pela professora Zefa Valdinina Pereira, pela especialista Olácio M. Komori e pela bióloga Larissa Oliveira Vilela, vai fazer a restauração ecológica do Córrego Jaguapiru, oriundo do Córrego Laranja Doce, problema ambiental encontrado na aldeia incluindo o desmatamento, onde a vegetação nativa foi quase que suprimida. O processo de desmatamento do Córrego Jaguapiru resultou num conjunto de problemas ambientais dentro da Reserva Indígena, como a extinção de várias espécies da fauna e flora, mudanças climáticas, erosão do solo, o assoreamento dos cursos d´água e a perda da camada biologicamente ativa do solo e da biodiversidade local e regional.

São parceiros do projeto "Nascente Viva" a Associação dos Produtores Orgânicos de MS (APOMS), Associação das Mulheres Indígenas de Dourados (AMID) o grupo alemão Tarahumara Fans e o Grupo Escoteiro São Jorge. Durante o MUTECO foi realizado plantio de árvores na nascente do córrego Jaguapiru, o foco da ação foi de mostrar a importância da preservação das nascentes e a conservação dos mananciais.

Já no córrego Laranja Doce, os lobinhos (jovens de 6 a 11 anos), contribuíram com o meio ambiente, realizando a coleta de lixo as margens do córrego na região da ponte na rua Aurora Augusto de Matos.

Para o coordenador da atividade Chefe Márcio Serrano o MUTECO vem contribuir para a formação do jovem ao "Perceber que ações ambientas locais é a solução para parte dos nossos problemas". As atividades de preservação ambiental, não ficaram restritas a apenas este evento, ela continua a ser aplicada no processo de formação de nossos jovens.

Comentários